Avaliação de EmpresasBusiness Valuation

Como Calcular o Valor das suas Cotas

Saber o real valor de mercado de uma empresa é extremamente importante para qualquer negócio, independente do ramo de atuação. A avaliação de empresas é o processo utilizado para determinar qual é o valor de um negócio. Além disso, a partir da avaliação de uma empresa, é possível que os sócios entendam como calcular capital social de uma empresa privada e consigam determinar o valor de suas cotas.

Mas, por que é importante conhecer o valor real da sua empresa e entender como calcular o valor da sua cota e das cotas de cada um dos sócios da sua empresa?

As relações pessoais e de trabalho que envolvem a criação de uma sociedade empresarial podem sofrer diversos obstáculos ao longo da parceria. As mudanças no quadro societário, por exemplo, nem sempre estão estabelecidas em contrato e, mesmo quando estão, podem gerar certas discussões entre os envolvidos.

Calcular o valor de uma cota ou do capital social de uma empresa é necessário em diferentes situações como:

  • compra de uma empresa já existente no mercado;
  • atrair capital de investidores;
  • para realizar a avaliação do valor de um negócio próprio;
  • em uma situação em que um sócio está deixando ou ingressando na sociedade.

No entanto, o cálculo do valor do capital social de uma empresa pode ser um processo bastante complicado e complexo, inclusive gerando brigas e discussões entre os envolvidos na administração do negócio.

Por esse motivo, conhecer melhor como funciona o cálculo do valor real de uma empresa, assim como o valor das cotas pertencentes a cada um dos indivíduos que compõem o quadro societário de uma empresa, é essencial para garantir que o resultado dessa avaliação seja confiável e traga uma visão privilegiada do negócio e da sua situação econômica no mercado.

Antes de qualquer coisa, é preciso lembrar: compreender o significado de conceitos fundamentais durante o processo de avaliação de uma empresa e da definição de quanto vale a cota correspondente a cada um dos sócios da empresa é o primeiro passo para quem deseja promover um estudo qualificado e confiável sobre uma empresa. Entre esses conceitos, destacam-se como exemplos:

  • qual é a definição de capital social da empresa e de cotas;
  • a importância do capital social e das cotas para as empresas;
  • como realizar o cálculo do capital social e das cotas das empresas.

Você trabalha com a administração de empresas e ficou interessado nesses assuntos? É dono ou sócio de uma empresa e deseja entender mais sobre o real valor da sua empresa e das suas cotas? Então, continue acompanhando a leitura deste artigo preparado especialmente para você pela equipe da Yenom – Avaliação Empresarial e conheça mais sobre importantes métodos de avaliação de empresas e descubra como calcular o valor das suas cotas!

Caso tenha interesse que um especialista na área avalie suas cotas, entre em contato conosco que retornaremos o mais breve possível.

O Que é Capital Social e Qual a Sua Importância Para as Empresas

O processo de abertura de uma empresa envolve uma série de etapas que passam desde a idealização do negócio até a materialização do que foi definido, em primeiro lugar, no campo das ideias e, em seguida, passado para um planejamento “no papel”.

Um dos primeiros passos para a abertura de uma empresa é a definição do ramo de atuação. Para que isso seja possível, muitas vezes é preciso realizar uma pesquisa de mercado, onde será possível determinar se vale a pena investir no negócio e quanto dinheiro (capital social) deve ser investido para que a empresa abra suas portas.

De modo geral, é possível definir como capital social de uma empresa todo o valor em dinheiro que foi investido pelos sócios responsáveis para que uma ideia de negócio fosse retirada do papel. Em resumo, o conceito se refere ao poderio econômico apresentado por uma empresa, de acordo com o investimento realizado pelos sócios.

O valor investido no capital social da empresa corresponde ao dinheiro necessário para que uma nova empresa inicie suas atividades, levando em conta que durante os primeiros meses de funcionamento a empresa possivelmente não vai gerar lucros suficientes para que o negócio se sustente.

O capital social de uma empresa é um item de extrema importância quando se fala em uma sociedade. Além de ser o valor responsável por iniciar as atividades do empreendimento, o dinheiro investido no capital social de uma empresa:

  • demonstra tranquilidade aos investidores;
  • promove a limitação de benefícios e responsabilidades;
  • possibilita que os sócios planejem os próximos passos do negócio.

Saber o valor do capital social da empresa é um dos requisitos para que os investidores escolham um novo negócio para investir. Afinal, uma empresa que possui uma garantia de sobrevivência durante alguns meses de funcionamento, na visão dos investidores, pode ser um bom sinal de que o negócio é de confiança.

Nesse ponto, vale lembrar que o valor do capital social possivelmente será utilizado pelos sócios para a execução de tarefas básicas, como é o caso da compra dos principais equipamentos necessários para que a empresa inicie suas atividades de trabalho, para a contratação de serviços terceirizados, entre outras.

É fundamental entender que, além de compreender o valor de investimento inicial da empresa, o capital social também é importante para realizar a definição e a distribuição dos poderes e das restrições de cada um dos sócios, considerando os valores investidos por cada um deles.

No caso das sociedades limitadas, por exemplo, o valor correspondente ao investimento de cada sócio no capital social da empresa, ou seja, a cota de participação econômica de cada um dos sócios, tem ainda mais importância quando se fala na limitação das responsabilidades.

Após a definição do montante necessário para que a empresa inicie suas atividades, o valor determinado deve ser dividido em cotas entre os participantes da sociedade. A divisão do capital social da empresa é feita por cotas: cada um dos sócios deve possuir ao menos uma cota, que lhe dará direito a receber uma parte dos lucros que seja correspondente ao dinheiro investido pela quantidade de cotas que ele adquiriu e que deve estar estipulada no contrato social da empresa.

É possível que a divisão das cotas entre os sócios seja realizada de duas formas: com todos os sócios possuindo uma mesma quantidade de cotas ou com cada sócio participando com um número de cotas diferente. Por lei, cada sócio deve possuir pelo menos uma cota cada.

Em resumo, cada sócio possui um número de cotas que corresponde ao valor que foi investido por ele no capital social da empresa. Em contrapartida, o titular da cota participa dos resultados da empresa de forma proporcional ao seu investimento no valor total do capital social determinado e investido no início das atividades. Além disso, a quantidade de cotas também determina as responsabilidades de cada um.

Uma das grandes vantagens do capital social é que, em uma sociedade limitada, quando a empresa é acionada judicialmente por causa de dívidas, por exemplo, o patrimônio pessoal dos sócios não é atingido. Nesses casos, apenas a cota que corresponde ao valor total investido (capital social) inicialmente pelo sócio será envolvido na negociação.

Em outros tipos de sociedade, no entanto, é necessário ressaltar que quando ocorre alguma cobrança de dívidas o sócio não pode responder por um valor que seja superior ao correspondente às cotas que ele possui. Por essa razão, saber calcular o valor da empresa e saber quanto vale suas cotas é muito importante para os empresários que estão envolvidos em uma sociedade.

No caso da sociedade limitada, vale lembrar que esse é um dos formatos de empresa mais predominantes no país. Esse tipo de empresa é composto por dois ou mais sócios e pode sofrer diversas alterações ao longo do tempo, como a entrada de um novo sócio para aumentar o capital social ou que possua algum conhecimento específico que seja importante para o negócio, além da saída de algum membro do quadro.

Em todos esses casos, será realizada uma movimentação nas cotas correspondentes a cada um dos sócios, que deve ser definida em comum acordo entre todos os participantes do quadro e, além disso, todas as alterações decididas devem ser devidamente registradas no contrato social da empresa.

Em relação ao planejamento administrativo da empresa, o valor investido no capital social da empresa possibilita que os sócios possam definir estratégias de gestão a curto e longo prazo, sempre levando em conta o valor investido. Esse valor será utilizado até que o negócio comece a gerar lucros suficientes para que a empresa se sustente.

Como Calcular o Capital Social da Empresa e as Cotas de Cada Sócio?

Agora que o significado dos conceitos de capital social da empresa e cotas dos sócios já foi definido, outra dúvida pode rondar a mente de quem faz parte do quadro societário de uma empresa ou de quem está pensando em participar de uma sociedade: afinal, quanto vale minhas cotas?

Como já foi citado anteriormente, o cálculo desse valor é relevante para o sucesso da empresa e pode evitar alguns desentendimentos entre os sócios. A definição do montante normalmente é realizada antes da empresa sair do papel. Apesar disso, outras situações podem demandar a aferição do valor das cotas como, por exemplo:

  • entrada de um novo sócio ao quadro;
  • caso um dos sócios deseje se aposentar;
  • na ocasião do falecimento de um dos sócios;
  • caso um dos sócios deseje deixar a sociedade;
  • durante a aquisição de uma empresa já atuante no mercado.

É muito comum que as pessoas acreditem que o valor das cotas de cada sócio é o que está determinado no contrato social, que é um importante documento onde estão descritas as regras e condições de funcionamento de uma empresa, constando os direitos e os deveres de cada um dos sócios participantes.

Apesar disso, é preciso ressaltar que muitas vezes essa não é a realidade. Para calcular capital social empresa privada, o primeiro passo é realizar o cálculo do valor real da empresa. Definindo o valor real da empresa, será possível acessar o valor real do patrimônio líquido, ou seja, avaliar as cotas da sua empresa.

Mas, de qual forma é possível saber o valor de uma empresa e das cotas de cada um dos sócios envolvidos no negócio? Continue a leitura e entenda melhor como calcular esse valor!

Avaliação de Empresas: O Que é e Como Fazer

Neste ponto, vamos voltar a falar sobre o contrato social da empresa antes de qualquer coisa. Como já foi dito anteriormente, nesse documento constam todas as informações que são consideradas relevantes para garantir o funcionamento da empresa, incluindo questões como os direitos e deveres de cada sócio, assim como as regras para a saída de algum sócio do quadro.

Uma das regras mais comuns nesses casos (saída de um dos sócios da sociedade) diz que o sócio que está saindo do quadro societário da empresa deve receber uma quantia correspondente ao valor do patrimônio líquido e não do capital social da empresa, já que os dois são coisas diferentes.

Nesse cenário, é essencial que você, empresário, saiba diferenciar o que é o capital social da sua empresa do que é o valor do patrimônio líquido do seu negócio. Desse modo, vamos esclarecer melhor a diferença entre esses dois conceitos, antes de falar mais sobre como funciona o processo de avaliação de uma empresa e como é feito o cálculo das cotas dos sócios.

Enquanto o capital social corresponde ao valor investido para a abertura e funcionamento de uma nova empresa, o patrimônio líquido diz respeito a um dado não real de uma situação hipotética. Ou seja: para calcular o patrimônio líquido do seu negócio, é preciso imaginar quanto os sócios receberiam caso a empresa fosse vendida totalmente e todas as obrigações pagas.

O valor que sobrasse nesse caso seria o chamado patrimônio líquido, de onde o sócio desligado receberia o pagamento de um valor compatível com o número de cotas que ele investiu e possuía durante a sociedade. Como o cálculo do patrimônio líquido e valor correspondente das cotas de cada sócio é hipotético, pode gerar brigas e discussões entre os envolvidos.

De modo geral, é possível dizer que o processo de avaliação de uma empresa (business valuation, em inglês) consiste em calcular o valor real de um negócio. Suponhamos que uma empresa, de qualquer segmento, será vendida: do ponto de vista de quem irá comprá-la, a avaliação de empresas auxilia na definição do valor justo a ser pago; por outro lado, do ponto de vista de quem irá vendê-la, a avaliação de empresas fornece informações confiáveis sobre o real valor do negócio.

A princípio, é preciso levar em conta que o processo de avaliação do valor real e potencial de uma empresa pode ser realizado com a utilização de diferentes métodos específicos para essa finalidade. A escolha do método de avaliação empresarial mais adequado deve considerar uma série de aspectos, levando em conta especialmente os objetivos da empresa, que serão definidos por um profissional especializado em valuation, ou avaliação de empresas juntamente com o cliente.

Cada uma das metodologias utilizadas para calcular valor social empresa privada abordam a empresa por meio de um enfoque diferente, considerando um objetivo específico. Por essa razão, é preciso entender um pouco sobre cada uma das metodologias disponíveis, para garantir que os resultados atendam às expectativas.

Entre os aspectos levados em conta durante a avaliação de uma empresa, os mais comuns são:

  • riscos;
  • inflação;
  • litígios entre sócios;
  • cultura empresarial;
  • potencial de crescimento;
  • desempenho da empresa;
  • competência dos gestores;
  • fatores macroeconômicos;
  • eventuais crises financeiras.

Em relação às metodologias utilizadas para determinar o valor real de uma empresa e, consequentemente, calcular cotas pequenas empresas, as mais utilizadas por empresas e profissionais especializados em avaliação de empresas (ou business valuation, como é conhecida em inglês) são:

  • Método dos Múltiplos de Mercado (Avaliação Relativa);
  • Metodologia do Valor Patrimonial (Avaliação Patrimonial ou Asset Based Valuation);
  • Fluxo de Caixa Descontado (Discounted Cash Flow Method).

Os diferentes métodos que podem ser utilizados para calcular capital social de uma empresa privada possuem características diferentes e, além disso, trazem resultados e vantagens distintas aos empresários. Desse modo, vale a pena conhecer um pouco mais sobre as metodologias que podem auxiliar os especialistas a calcular cotas de empresas.

Ficou interessado? Então, continue acompanhando este artigo!

1.     Método dos Múltiplos de Mercado

O Método dos Múltiplos de Mercado, que também pode ser conhecido como Avaliação Relativa, é considerado como um dos mais rápidos e simplistas. No entanto, a sua aplicação para calcular capital social de uma empresa privada pode ser essencial, de acordo com a definição dos principais objetivos da análise.

É importante ressaltar que, teoricamente, essa metodologia é muito atrativa, porém a realidade é muito diferente, especialmente para pequenas e médias empresas. É muito difícil ter acesso aos dados de transações recentes de empresas parecidas sendo negociadas, e quando se tem algum tipo de informação, geralmente os dados nunca são claros ou algumas informações ficam retidas, ficando assim complicado avaliar as cotas de uma pequena e ou média empresa comparando com outras do mesmo nível.

Essa metodologia de avaliação sustenta que o valor justo de uma empresa no mercado pode ser calculado considerando os múltiplos de outras empresas que possuam atuação semelhante. Apesar disso, essa abordagem que leva em conta que ativos similares tenham preços similares, acaba deixando de lado outros fatores relevantes para esse tipo de avaliação.

Por essa razão, a elaboração do laudo de uma avaliação empresarial por meio do Método dos Múltiplos de Mercado acaba sendo mais rápida. Apesar disso, acaba levando em conta poucos fatores. É preciso lembrar que, apesar de ser uma metodologia pouco exploratória, a sua aplicação pode ser estratégica.

2.     Metodologia do Valor Patrimonial de Mercado

A Metodologia do Valor Patrimonial de Mercado, ou Avaliação Patrimonial, por sua vez, é considerada pelos especialistas em avaliação de empresas uma abordagem um pouco mais aprofundada. Essa metodologia considera os dados contábeis da empresa para que seja possível determinar o seu real valor.

Para que seja possível utilizar a Avaliação Patrimonial para calcular patrimônio social empresa privada, o primeiro passo é analisar se o ativo, o passivo e o patrimônio líquido registrados pela empresa são compatíveis com os valores de mercado. As duas formas de realizar esse tipo de avaliação são:

  • verificação do patrimônio líquido da empresa a partir do balanço patrimonial;
  • método de liquidação com base em bens tangíveis (realizado quando a empresa está sendo fechada).

3.     Fluxo de Caixa Descontado

Já a metodologia da avaliação de empresas chamada de Fluxo de Caixa Descontado (tradução para Discounted Cash Flow Method), é considerada uma das avaliações mais abrangentes. Esse tipo de metodologia de avaliação analisa a empresa considerando várias premissas que vão muito além dos dados contábeis registrados em balanços.

Nessa avaliação é considerado o fluxo de caixa da empresa, ou seja, a diferença entre a receita total da empresa e a sua despesa em um determinado período. Para realizar a avaliação de Fluxo de Caixa Descontado, o especialista deve utilizar os dados do fluxo de caixa livre, que determina qual o valor disponível para a empresa após o pagamento das obrigações operacionais.

Por ser considerada uma metodologia de avaliação do valor de uma empresa mais abrangente, o Fluxo de Caixa Descontado acaba sendo bastante benéfico para as empresas. Além disso, esse tipo de avaliação faz com que calcular cotas de pequenas empresas seja ainda mais prático e que ofereça resultados muito mais confiáveis.

O principal razão para que o Fluxo de Caixa seja uma das principais metodologias de avaliação do real valor de uma empresa no mercado é o fato de considerar vários fatores, que definitivamente influenciam na avaliação de um estabelecimento empresarial. Entre esses fatores, é possível citar como exemplos:

  • gestão empresarial e know how;
  • clima organizacional;
  • marcas e patentes da empresa;
  • carteira de clientes da empresa;
  • reputação da empresa no mercado;
  • histórico de desempenho da empresa.

É possível notar que cada uma das principais metodologias utilizadas para avaliar uma empresa possui características, objetivos e vantagens distintos. Dessa forma, a escolha de qual delas será utilizada acaba sendo uma tarefa fundamental e estratégica. Afinal, o profissional responsável pelo estudo deve considerar qual poderá oferecer uma visão mais adequada para as necessidades do cliente.

Transações Empresariais Demandam o Cálculo do Valor de Uma Empresa

A avaliação de uma empresa pode ser uma ação estratégica para analisar o sucesso de um negócio. Além disso, esse tipo de análise é fundamental para os sócios que desejam descobrir o capital social de uma empresacalcular cotas pequenas empresas. Saber o valor exato desses aspectos também é importante em outras ocasiões que podem resultar em mudanças no quadro de sócios.

As principais transações que podem ocasionar uma mudança significativa no quadro de sócios de uma empresa são:

  • cisão;
  • fusão;
  • aquisição;
  • incorporação.

Essas operações de negócio empresarial possibilitam que as empresas já existentes, independente do tamanho (grandes, médias, pequenas), sejam integradas a outras, que sejam partidas em empresas menores ou que um grupo de empresas seja transformado em uma empresa única.

Quais as Vantagens de Calcular o Valor de uma Empresa e das Cotas Societárias?

Depois de compreender qual é a importância que avaliar uma empresa e calcular capital social de empresa privada pode representar, não é difícil destacar quais são as vantagens e os benefícios que esse tipo de estratégia pode resultar para os empresários e sócios de uma empresa.

Nesse caso, é possível ressaltar que os principais pontos positivos que a definição do valor real de uma empresa, em conjunto com o cálculo do capital social e das cotas dos sócios, pode oferecer são:

  • cálculo do patrimônio líquido da empresa;
  • compreensão ampla e estratégica da empresa;
  • conhecimento dos perfis de risco para a empresa;
  • cálculo do valor das cotas de cada sócio da empresa;
  • determinação do preço justo da empresa para negociações;
  • investigação sobre quais são as dívidas boas e ruins da empresa;
  • identificação dos pontos fracos e fortes da empresa no mercado.

Em resumo, é essencial que você, empresário, tenha em mente alguns pontos importantes quando se fala em administração de empresas. Por esse motivo, lembre-se que determinar qual é o valor real de sua própria empresa, calcular o seu capital social e saber quanto vale minhas cotas são ações que resultam em importantes informações para manter o sucesso do seu negócio e evitar prejuízos para os sócios em situações adversas.

Avaliação da Empresa e Cálculo das Cotas: Ferramentas Estratégicas

Para garantir que um empresário tome as melhores decisões para a própria empresa, o primeiro passo é conhecer como ninguém o negócio onde atua e pelo qual é responsável: conhecer o público que atende, entender como atuam os concorrentes e compreender as melhores técnicas de produção ou realização do produto/serviço que oferece são apenas alguns dos aspectos que devem ser dominados por um empresário.

Além disso, quando você sabe o real valor da sua empresa fica muito mais fácil tomar decisões estratégicas, explorar os aspectos que a valorizam e, principalmente, melhorar todos os fatores que ainda não são bem explorados pelo negócio. Sempre que bem realizada, a avaliação da sua empresa se torna uma excelente ferramenta de gestão e possibilita que seja possível calcular o valor das suas cotas.

Garanta a Qualidade da Avaliação da sua Empresa

Ao longo deste artigo você pode entender melhor como funciona a avaliação de uma empresa e sobre como calcular o valor das suas cotas, análises que são essenciais para qualquer negócio. Agora que você já entendeu melhor esses conceitos e observou as principais vantagens que essas avaliações podem oferecer, chegou o momento de definir quem será o responsável por avaliar o seu negócio.

Apesar dos excelentes resultados que avaliar uma empresa e calcular cotas de pequenas, médias e grandes empresas podem oferecer aos empresários que fazem parte de alguma sociedade, caso o profissional ou equipe responsável por esse tipo de avaliação não seja de confiança, não será possível garantir a imparcialidade da análise realizada.

Aliás, é fundamental ressaltar que o processo de avaliação de uma empresa, essencial para quem deseja calcular suas cotas ou capital social, apesar de ser baseado em metodologias esquematizadas, engloba certa dose de subjetividade: afinal, em alguns casos é necessário considerar fatores hipotéticos. Além disso, a capacidade de entender e relacionar o mercado de atuação da empresa depende e muito da qualificação do profissional escolhido para realizar o valuation.

Para garantir a qualidade e a confiabilidade dos resultados que serão obtidos após a avaliação da empresa, do cálculo do capital social e das cotas, é essencial que o processo seja realizado por um profissional altamente qualificado e experiente nesse tipo de avaliação. Contudo, é preciso ressaltar que a escolha de uma empresa ou profissional que seja especializado em valuation exige certos cuidados.

Ao longo do artigo mencionamos que a avaliação de uma empresa pode ser extremamente útil para a compra e venda de negócios, refletindo informações importantes, tanto para quem vende quanto para quem compra. Por essa razão, a escolha do profissional que irá avaliar a empresa e calcular o valor das suas cotas acaba sendo ainda mais importante.

A empresa contratada para avaliar sua empresa ou suas cotas deve garantir a confidencialidade das informações estudadas e obtidas após a avaliação. Além disso, é essencial que os profissionais responsáveis pela análise sejam imparciais e possuam formação e treinamentos específicos em business valuation.

Se você possui uma empresa e deseja promover uma avaliação profunda e estratégica do seu negócio, entre em contato conosco, fale com um especialista em valuation e esclareça suas dúvidas sobre esse assunto!

Aqui na Yenom – Avaliação Empresarial, você encontra uma equipe de profissionais especializados em avaliação de empresas. Nossos especialistas são formados pelas melhores escolas de valuation, nacionais e internacionais, e possuem ampla experiência na avaliação de empresas de pequeno, médio e grande porte.

Além da avaliação das empresas, somos especializados em avaliação de cotas. Todos os resultados obtidos com a análise são interpretados em um relatório detalhado sobre o real valor do seu negócio, desenvolvido de maneira segura, confiável e imparcial, características fundamentais nesse tipo de avaliação e que acabam contribuindo para o desenvolvimento e para a ampliação do seu negócio.

Caso tenha interesse que um especialista avalie suas cotas, entre em contato conosco que retornaremos o mais breve possível.