Uncategorized

Chegou a hora de vender sua empresa?

Construir um negócio do zero requer uma grande dedicação e envolvimento dos sócios com o que aquele negócio representa. É natural que essa dedicação se materialize em altos investimento financeiros e também de tempo, principalmente quando o empresário acredita e tem uma grande paixão por aquilo que faz. Este mesmo comprometimento pode surgir quando o empresário adquire um negócio, desde que estejam presentes o foco e a motivação para empreender.

Mesmo assim, é bastante comum encontrarmos inúmeros donos de empresas que decidem que chegou a hora de vendê-las, mas é preciso entender bem o processo de compra e venda de empresas para evitar que essa transação seja nociva para você ou para o seu negócio.

Por que vender a sua empresa?

Existem inúmeros motivos que levam empresários a vender seus negócios, desde questões de foro íntimo a outras que podem dizer respeito ao próprio negócio em si. Quando falamos nas ditas “questões de foro íntimo”, estamos nos referindo às motivações decorrentes de aspectos pessoais que vão desde a desilusão ou a falta de ânimo com o negócio, a decisão de que é o momento de se aposentar, quaisquer motivos de saúde que surjam e até mesmo quando se está passando por um divórcio e precisa realizar a partilha de bens com o cônjuge.

Por outro lado, não raras são as vezes que os desentendimentos entre sócios, a falta de capital para investir na empresa e outras dificuldades financeiras acarretam tal decisão e te fazem acreditar  que chegou a hora de deixar seu negócio passar para outras mãos.

É interessante ter em mente que nem sempre a venda de uma empresa significa que ela está apresentando resultados financeiros ruins. Pelo contrário, é muito comum a venda quando a empresa apresentou uma grande valorização e o dono entende ser esta a hora de iniciar outros projetos e receber os lucros de um negócio que investiu seu tempo e dinheiro até atingir o patamar atual para então colher os frutos de seu trabalho. A decisão de vender o seu negócio deve ser feita com cautela e o empresário deve estar certo de que está tomando a decisão correta e de que este é o momento adequado para a alienação, seja qual for sua motivação para tanto.

Quais os principais cuidados que devem ser observados antes da venda?

A primeiro e talvez mais importante das ponderações é a certeza de que esteja tomando a decisão que realmente deseja. Muitas vezes, a venda de um negócio surge em decorrência de circunstâncias e dificuldades momentâneas, em que a alienação parece se apresentar como a melhor estratégia de fuga. O que um empresário deve ter em mente quando toma essa decisão é de que não são raras as vezes que os valores de uma empresa vão além dos valores monetários e materiais, atingindo, inclusive, uma esfera extra patrimonial da família.

Após uma decisão cautelosa de venda da sua firma, o primeiro passo é determinar qual é o valor da sua empresa, um processo que vai muito além da quantia que um suposto comprador esteja oferecendo. Todo negócio possui um valor justo de mercado e que pode ser apurado através de métodos consagrados de avaliação de empresas, mas que deve ser sempre conduzida por uma consultoria profissional e idônea, com experiência na área de valuation, de modo a apresentar um resultado fidedigno e confiável.

Com o resultado da avaliação, o empresário terá em mãos o seu laudo de avaliação e estará, então, munido de todas as informações que necessita sobre o seu negócio para a tomada de decisões durante as tratativas. Deve-se ter em mente que é neste momento que o sigilo é essencial até o fechamento do negócio, já que boatos desta natureza podem trazer instabilidade para a negociação, podendo até, em último caso, significar um balde de água fria quando culmina com a retirada de uma proposta vantajosa.

Ao longo de todo esse processo, é importante que você se mantenha atento ao mercado para evitar que outras operações interfiram negativamente na sua negociação ou mesmo que consiga aproveitar uma boa conjuntura para fechar o seu negócio. Busque sempre tomar suas decisões informado e pesquise todos os dados sobre a situação financeira  de seus potenciais compradores, inclusive para avaliar sua capacidade financeira na hora de honrar com a aquisição, além de eventuais processos judiciais que seja parte e protestos ou débitos.

Além destas precauções, é interessante que o empresário tente estar sempre um passo a frente na negociação, e essa antecipação nas tratativas pode se concretizar através do valuation, na medida em que o laudo apresentará não apenas o valor do negócio, mas também procederá a uma análise da própria gestão, evidenciando as fraquezas e ameaças a que seu negócio está sujeito.

Dessa forma, um empresário que detém todo esse conhecimento pleno de todos os aspectos do seu negócio poderá adotar planos de ações e estratégias adequadas, com objetivo de um negócio ainda mais lucrativo.

O valor de uma carteira de clientes

Durante a avaliação do seu negócio, um avaliador qualificado irá fazer muito mais do que simplesmente avaliar o CNPJ sob o qual ele está inscrito. Um dos diferenciais que uma avaliação séria certamente levará em conta é a sua carteira de clientes, isto é, o conjunto de clientes com o qual a sua empresa mantém uma relação comercial, para então proceder a quantificação do valor que os seus clientes agregam ao seu negócio.

Essa definição não é fácil de ser analisada por um leigo, já que existem diversos conceitos específicos a serem considerados nesta análise, como o valor do cliente ao longo de sua vida útil (CLV, ou no inglês, Customer Lifetime Value) entre outros. Então como calcular o valor de uma carteira de clientes?

O primeiro passo será identificar quem são os seus clientes, conhecê-los e então classificá-los de acordo com uma regra fundamental quando se analisa uma carteira: clientes fiéis e não fiéis e também clientes rentáveis e não rentáveis. A partir desses dois parâmetros, encontramos quatro classificações que podem te ajudar a entender quem é este grupo de consumidores, quanto agregam de valor para o seu negócio e qual que é o mais rentável e que mais fazem a diferença no momento de criar campanhas de marketing e estratégias de venda.

Nesse sentido, enfatizamos novamente a diferença que a abordagem de uma consultoria capaz de considerar todos os fatores e parâmetros que distinguem a sua empresa das demais que ocupam a mesma porção de mercado que você, e ainda agrega valor, sendo valiosa quando você decide pela venda.

Empresa X Marca

Um aspecto interessante que devemos considerar é a distinção entre uma empresa e uma marca e, como sabemos, existe uma compreensível confusão entre o significado de ambos os termos, já que por muitas vezes são largamente utilizados em nosso país como se fossem sinônimos.

A bem da verdade, quando falamos em uma empresa, geralmente estamos nos referindo a uma pessoa jurídica, inscrita sob um CNPJ e que atua em um determinado ramo do mercado. Essa empresa, no entanto, pode ser a detentora de inúmeras marcas, que por sua vez compreende um elemento ou um sinal de identidade visual que remete a um produto ou serviço de propriedade daquela empresa.

Assim, quando um empresário, ou o dono de uma empresa, que possui mais de uma ou até mesmo diversas marcas em seu portfólio de produtos, decide pela alienação do seu negócio, ele pode realizar ainda uma avaliação de marca (brand valuation), que nada mais é do que um estudo individualizado do valor de mercado que aquela marca possui. A adoção desta técnica é especialmente importante quando a empresa deseja apenas vender uma certa marca dentre aquelas que estão registradas sob sua propriedade. Da mesma maneira que ocorre com a avaliação de um negócio, a avaliação de marca trará ao seu proprietário as ferramentas para ingressar em uma transação mais consciente daquele produto que está alienando.

Como vender uma empresa?

Se você já está certo sobre sua decisão e esta é a primeira vez que você está seguindo este caminho de venda do seu negócio, é interessante que você esteja atento à todos os pontos que já destacamos e que busque o auxílio de uma empresa de consultoria idônea e imparcial para realizar a sua avaliação.

Desta forma, você poderá ter a confiança necessária para ingressar em uma transação sem receio de ser surpreendido ou de perder dinheiro em decorrência de uma avaliação descuidada e mal feita.

A venda de um negócio representa muito mais do que a venda de um CNPJ, ela significa a transferência de um dos seus maiores bens, senão o maior, a um terceiro. É natural que esse processo traga alguma insegurança àqueles que estão passando por isso pela primeira vez, por isso um perito no assunto, capaz de compreender profundamente a sua empresa e que não tenha um viés pré-determinado durante a consultoria será fundamental para a sua tranquilidade enquanto se aventura por um território desconhecido.

Se você ainda possui dúvidas sobre como vender um negócio, nós podemos te ajudar. Tendo uma equipe altamente qualificada, que acredita que o foco para uma avaliação de qualidade deve estar no conhecimento do cliente, a Yenom conta com um atendimento diferenciado e está sempre disponível nessa busca pela realização do seu melhor negócio.Entre em contato conosco e saiba agora como ter toda a segurança que o seu negócio merece em suas transações comerciais.